domingo, 22 de março de 2015

Nice, Sul da França

Nice

Enfim vamos conhecer a cidade que estamos hospedados há tres dias!!
Como o tempo estava instavel, com sol alternando com nuvens e ventos não ficamos na praia e optamos por bater pernas o dia todo. Iniciamos o dia pela famosa Promenade Anglais Passeamos pelo calçadão, que é muito largo, com varios bancos para sentar, conversar, ler ou simplesmente apreciar o mar. Havia algumas pessoas na areia, tomando banho de sol. Na areia há espaços publicos e privado (muito arrumados e chiques).
No percurso vimos o Hotel Negresco, Museu Massein, hotel Palais de la Mediterrané.

Hotel Negresco




Promenade des Anglais



Barracas de de Prais na Promenade des Anglais

Caminhamos até a subida para o parque onde se encontram as ruínas do antigo castelo. Fomos de elevador até o parque (é grátis). Passeamos pelo parque, conhecemos as ruínas, fomos a cascata artificial (bem legal).

As vistas panorâmicas são lindas!!!



Descemos e passeamos pelo centro antigo a Promenade du Paillon


Promenade du Paillon



Promenade du Paillon

Na praça Massená  esta localizada a "Fontaine du Soleil"


Place Messena e Fontaine du Soleil






Após almoçar caminhamos pela avenida Jean Medicin até a av. Thiers. Paramos para conhecer a Basílica de Notre Dame.






Caminhamos em direção a catedral Russa que infelizmente estava em manutenção e não pudemos ver suas lindas torres.

No fim da tarde retornamos ao hotel para pegar as malas e dar adeus a França. De trem vamos para Genova rever minha querida Itália !!
Foram dias maravilhosos e inesquecíveis no sul da França.



domingo, 1 de março de 2015

Pontos Turísticos com preços reduzidos ou grátis na Zona Sul do Rio de Janeiro 2

Neste Post vamos apresentar a vocês pontos turísticos na Zona Sul do Rio de Janeiro que são economicamente viáveis. Todos os locais de visitação apresentam links com informações detalhadas e referências. Para ajuda-lo a se locomover clique no Post Como se Locomover no Rio de Janeiro ou faça a trajetória pelo Google Maps.
No fim do post há um mapa com os pontos turísticos.
Confirme pelo site do local a ser visitado se esse estará aberto na data requerida, o mesmo pode estar interditado para visitação por motivos de reforma ou por algum evento nas imediações.

O primeiro bairro nesta trajetória é a Gloria onde temos o Museu de arte Moderna (MAM) a Marina da Glória, o inicio do Aterro do Flamengo, o Outeiro da Glória etc...

Aterro do Flamengo

O Aterro do Flamengo foi construído na Baía de Guanabara com a ideia de melhorar o fluxo do Centro da cidade para a Zona Sul, vindo a se tornar um maravilhoso complexo de lazer que se estende do Aeroporto Santos Dumont, no Centro da cidade, até a Praia de Botafogo, passando pelo Bairro da Glória e Flamengo. A historia do aterro esta bem contada no site http://pt.wikipedia.org/wiki/Aterro_do_Flamengo



Aeroporto Santos Dumont - SDU
.
Começamos nosso passeio pelo Aeroporto Santos Dumont. As obras de construção começaram em 1934, em terreno cedido pela Prefeitura do Distrito Federal ao Ministério da Viação e Obras Públicas.
A primeira parte dos trabalhos constituiu-se basicamente da ampliação do aterro em mais 370 mil metros quadrados. Consta que até um burrinho foi emprestado pela Prefeitura para ajudar nos serviços. O projeto exigiu a construção de uma muralha de contenção e o lançamento de mais de 2,7 milhões de metros cúbicos de areia na área.
O antigo prédio do aeroporto, que hoje é utilizado como terminal de desembarque é tombado pelo Instituto Estadual de Patrimônio Cultural (INEPAC).

INFRAERO faz a administração deste aeroporto.




Museu de Arte Moderna (MAM)

Há alguns passos do aeroporto temos o Museu de Arte Moderna (MAM). Em 03 de maio de 1948 foi assinada a ata inaugural do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, tendo como Presidente Raymundo de Castro Maya e  como Presidente de Honra Gustavo Capanema. O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro nasce oficialmente como entidade civil. Instalado provisoriamente em uma das salas do Banco Boavista.
O projeto da sede do MAM/RJ é elaborado por Reidy e o paisagismo por Roberto Burle Marx.
A coleção Gilberto Chateaubriand, que desde 1993 encontra-se no MAM, possui cerca de 6.400 obras, sendo uma das mais completas coleções de arte brasileira moderna e contemporânea. Da mesma maneira, em 2005, a coleção Joaquim Paiva, trouxe para o museu 1.963 fotografias nacionais e estrangeiras. Também em regime de comodato encontra-se no MAM quase 15.000 obras de autoria do cineasta e fotógrafo Luiz Carlos Barreto.
Estão lá outros artistas e coleções famosas, vale uma visita.

terça a sexta-feira das 12h às 18h - a bilheteria fecha 17h30
sábado, domingo e feriados 11h às 18h - a bilheteria fecha 17h30



Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial

Também no inicio  do Aterro do Flamengo há o Monumento aos Pracinhas. O Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial (MNMSGM) foi idealizado pelo Marechal JOÃO BAPTISTA MASCARENHAS DE MORAES, Comandante da Força Expedicionária Brasileira (FEB). O Monumento teve sua construção iniciada em 24 de julho de 1957 e foi inaugurado no dia 05 de agosto de 1960. Em 20 de junho de 1960, partiu para Pistóia, na Itália, a Comissão de Repatriamento dos Mortos do Cemitério de Pistóia (CRMCP), com a incumbência de proceder à exumação dos 462 corpos existentes no Cemitério Brasileiro ali localizado e prepará-los para transladação.

MAN
Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial (MNMSGM)

Entrada franca, estacionamento e bicicletário gratuitos, de terça a domingo, de 09:00 às 17:00 horas.

Marina da Glória

Mariana da Glória foi inaugurada em 1979 projeto de Amaro Machado com a colaboração do paisagista Roberto Burle Marx. Em 2007 foi totalmente reformada com novas alterações que alteraram o padrão histórico, atualmente conta com um cais flutuante e infra- estrutura de apoio à embarcações turísticas e esportivas, com boa uma área para shows e eventos. É um excelente passeio para admirar as embarcações, principalmente quando há feiras no local.




Outeiro da Glória

No Outeiro da Glória, temos uma igreja que remonta a 1671. Onde o ermitão Antonio Caminha, natural do Aveiro, esculpiu a imagem da Virgem em madeira e ergueu uma pequena ermida no "Morro do Lepire", onde já existia a gruta, formando-se em torno um circulo de devotos. O local conta com um museu com um acervo de 1000 peças catalogadas, composta por objetos usados na liturgia católica e de doações de fieis. Os destaques são, um cálice de prata da Imperatriz D. Amélia, lampadas doadas por D. Pedro II entre outros objetos de nossa historia.

Outeiro da Glória

Palácio do Catete

A construção do Palácio do Catete teve inicio em 1858 pelo arquiteto Carl Friedrich em estilo Neoclássico,
O antigo palacete, onde se situa o Museu da República, e seu entorno documentam dois períodos distintos da história política e social da cidade do Rio de Janeiro e do país: o Brasil Império e a vida urbana das elites cafeicultoras e escravocratas; o Brasil Republicano e o dia a dia do poder no bairro carioca do Catete.
O imponente palácio serviu de residência para o Barão de Nova Friburgo e sua família, entre 1866 e 1890. Por ali passaram 18 presidentes da República entre 1897 e 1960 e o local foi palco de grandes acontecimentos da história do país, como as decisões de participação do Brasil nas duas grandes guerras mundiais e o suicídio do Presidente Getúlio Vargas em 24 de agosto de 1954. Transformado em museu após a mudança da Capital Federal para Brasília, o local, além de um acervo histórico , conta, ainda, com livraria, bar, restaurante, loja de variedades e um belo jardim.

Horário de funcionamento do Museu e valor do ingresso.
terça a sexta, das 10h às 18h; e sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h.
Ingresso:R$ 6 (entrada franca às quartas-feiras e aos domingos)


Jardim do Palácio do Catete

Jardim Botânico

Jardim Botânico do Rio de Janeiro iniciou suas atividades em 1808, inserido no projeto de pesquisa luso, e seguia orientações elaboradas anteriormente em Portugal. O primeiro desafio foi aclimatar as chamadas especiarias do Oriente: baunilha, canela, pimenta e outras. Assim, inicialmente foi um local de experiências com vegetais enviados de outras províncias portuguesas, além daqueles oriundos do Jardim Botânico La Gabrielle, na Guiana Francesa, recém-invadida pelas tropas luso-brasileiras.

semdivisas@gmail.com
Jardim Botânico

Visita Temática
Trilha das Artes - ver obras de arte de raro valor, integradas à paisagem do Arboreto.
Duração: 1h e 30 min
Trilha Histórica Ao longo da Trilha Histórica serão interpretados pontos de relevância do Jardim Botânico entre eles espécies botânicas, monumentos artísticos e arquitetônicos.
Duração: 2 horas
Trilha das Árvores Nobres Ao longo da Trilha Árvores Nobres estão interpretadas espécies nobres principalmente das florestas atlântica e amazônica.
Duração: 2 horas

O horário normal de visitação é: segundas-feiras, das 12 às 17h, e de terça a domingo, das 8h às 17h
valor da entrada R$6,00


Parque Brigadeiro Eduardo Gomes

Fortaleza de São João

A primitiva Fortaleza de São João foi erguida por Estácio de Sá, fundador da cidade do Rio de Janeiro, em 1565. Ampliada e reformada ao longo do tempo, entrou em serviço em 1618, constituída por quatro baterias: São José, São Martinho, São Teodósio e São Diogo. Desarmada durante a Regência, foi, por ordem de D. Pedro II, inteiramente reformada em 1872, sendo equipada com 15 canhões Whitworth (75 mm), além de um obuseiro anticarga, 20 outros canhões, 17 casamatas e 3 baterias. Tendo participado de importantes episódios da história do país, a Fortaleza foi guarnecida por vários Grupos de Artilharia de Costa até 1991. Ali funcionam, atualmente, o Centro de Capacitação Física do Exército e a Escola Superior de Guerra. São oferecidas visitas guiadas para grupos aos sábados e domingos.

Av João Luiz Alves, s/nº - Urca - Rio de Janeiro
Visitação: (apenas para grupos, com hora marcada): de 2ª a 5ª feira, das 09:00 às 16:00h
6ª feira, das 09:00 às 12:00h

Fortaleza de São João


Forte de Copacabana

O inicio da construção do Forte de Copacabana ocorreu em 1908, o Major Luiz Eugênio Franco Filho, adjunto da Direção de Engenharia, foi designado para dirigir a construção do Forte e finalmente, em 1914, ocorreu o fim da betonagem com a cobertura final. dando inicio ao funcionamento efetivo do maquinário e das peças de artilharia. Estava concluída a mais poderosa fortificação da América do Sul.

As exposições estão divididas em partes sendo: Salão Colonial e Império, Salão Republica, Salão dos Presidentes Militares, Gabinete de Curiosidades e Fortificação.

Salão Colonial e Império é uma exposição permanente que apresenta a história do Brasil sob a ótica da história militar, retratando os principais fatos ligados à fase colonial: o descobrimento do Brasil, a colonização do território pelo sistema de Capitanias Hereditárias, a expansão territorial pelas entradas e bandeiras, e as invasões territoriais.

Fortificação e Exposições: de terça a domingo e feriados, das 10h às 18h
Área externa, Cafés e Loja: de terça a domingo e feriados, das 10h às 20h
Entrada Adultos - R$ 6,00



Forte de Copacabana
Mapa com indicações dos pontos Turísticos mencionados.

Saint Paul de Vence, França

Saint Paul de Vence, França

Essa  é uma pequena comunidade francesa medieval  murada de 1388 no alto de uma colina, bem no alto..., com uma incrível vista para o Mediterrâneo. Eu não pude perder a oportunidade de passar algumas horas lá!!!
Acordamos bem cedo, tomamos um café reforçado e programamos o GPS do carro direto para St. Paul. De Nice até lé são poucos minutos de carro (uns 20min).

Vista da cidade

Como chegamos no início da manhã conseguimos vaga no estacionamento publico logo ao lado da entrada da cidade, tem parquímetro.

entrada


Para quem, como eu, adora esses locais medievais é demais!!!


 Logo na entrada há algumas obras de arte. Alias, arte é o que não falta no lugarejo, há varias galerias. Também com uma atmosfera favorável daquelas deve ter inspirado muitos artistas mesmo!! Inclusive Mark Chagal morou um período no local e está enterrado no pequeno cemitério local (que também é um ponto turístico).

E aí se perca no pequeno vilarejo subindo e descendo ruelas e escadas, sentindo o ambiente, vendo como as pessoas no seculo XXI moram em um vilarejo medieval adorável.




Conhecemos algumas igrejas, fontes, galerias de arte (tem Romero Brito, parabéns realmente ganhou o mundo!!)
Após muitas fotos (por algum motivo a maquina apagou todas!!! Vocês estão vendo as fotos do meu celular...), procuramos um lugarzinho charmoso para almoçar.
Ruelas de ST. paul

Assim terminamos nosso pequeno passeio por Saint Paul de Vence com vontade de passar uns dias aqui. Quem sabe em outra vez??? Para tirar todas as fotos de novo......

Saint Paul de Vence site.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *