domingo, 31 de maio de 2015

Mônaco em 1 dia.


Principado de Mônaco

Chegamos em Mônaco por volta de 13h30 min, devido ao horário de verão ficamos até 22:30.



Vista da marina de Mônaco e o Castelo logo acima

Foi um lindo e quente dia de sol para conhecer o Principado, que fica entre a França e a Itália.

Mônaco é conhecida mundialmente pelo seu luxo e glamour. É sede da Formula I e outros eventos esportivos mundiais. Sua geografia é muito irregular, mas as vistas são fantásticas, as ruas muito charmosas, um ambiente de tranquilidade e sofisticação.

Na descida avistamos os jardins exóticos de Mônaco, de fora é muito bonito e interessante, mas optamos por não parar.
Ao descermos de carro até a região do porto e estacionamos no parking do porto e subimos a pé em direção ao Palácio do Príncipe de Mônaco.



homenagem a formula 1

Seguindo em frente está o local onde é feita a bandeirada da Fórmula I.

Após uma subida a pé chegamos ao Palácio do príncipe de Mônaco, residencia oficial do príncipe, construído em 1191, originalmente como uma fortaleza. Devido a pequena e difícil área do principado, durante seculos foi adicionado novas construções ao prédio. A família Grimaldi reside no prédio há 700 anos. (Infelizmente perdemos as fotos do palácio)

Vimos a Igreja dos casamentos Reais.


Catedral de Mônaco


Seguimos em direção ao Museu Oceanográfico (oceanário). Vale a pena conferir !! O museu foi fundado em 1910 pelo príncipe Albert I, com sua coleção pessoal de especies, já foi dirigido inclusive por Jacques Cousteau. É fantástico. Seu terraço mostra bonitas paisagens do local. O prédio foi construído sob as rochas e rente ao mar.


Museu Oceanográfico



Museu Oceanográfico

Em frente entramos no trem turístico e fizemos um passeio pelos principais pontos de Mônaco.

Fomos ao Cassino Monte Carlo, não entramos devido ao horário apertado.


Cassino Monte Carlo

Hotel Paris

Hotel Paris

Retornamos até o porto. Devido ao verão estava agitado com musica e algumas barraquinhas. Fiz aquela massagem nos pés com os peixinhos(Já havia feito na Grécia). Bom para relaxar um pouco, andamos muito o dia todo !!

Túnel do Hotel Monte Carlo

Foto tirada do carro quando estávamos nos direcionando para passar pelo túnel do Hotel Monte Carlo.

Após o relax pegamos o carro e fizemos um trecho da formula I. Passamos pelo túnel !!!! Demos umas voltas de carro e retornamos, já a noite, para Nice.

obs: perdemos várias fotos (só ficaram as poucas do celular...). Temos que voltar a Mônaco !!!!

domingo, 10 de maio de 2015

Cinque Terre em 1 dia

Um lugar bonito, diferente, mas de acesso um pouco complicado. Como o nome diz são cinco pequenos povoados, pendurados numa região montanhosa muito ingrime. Alguns tem praia, outros um pequeno atracadouro. Em cima há a linha férrea, mas os trens regionais estavam em greve no dia de nossa visita !!! Só tínhamos um dia para conhecer Cinque Terre, fizemos este "pit stop" em Gênova somente para isso e .....greve dos trens regionais em pleno verão......Da outra vez que estivemos na Itália havia greve nos aeroportos, estava uma fuzarca só...Nós somos azarados ou isso é a Itália?!

Era um domingo de verão, acordamos cedo e já soubemos da greve pelo noticiário. Resolvemos arriscar e tentar chegar a Cinque Terre. Foi uma aventura.....

Fomos de trem rápido de Gênova a La Spezia, primeira classe.

Primeira Classe na Trenitalia

La Spezia é uma pequena cidade charmosa em um belo dia de verão, a unica opção para Cinque Terre era de Ferreboat.
Compramos um ingresso de barco de 25 euros que contemplava Porto Venere + Cinque Terre all day. Você recebe junto do Tkt um folheto com os horários de barco para cada ilha para realizar sua programação. Fomos de La Spezia a Porto Venere. Descemos e imediatamente pegamos o 1º barco para Monterosso. O ferry tem uma narração sobre cada umas das Cinque Terre, bem interessante.

Em Monterosso descemos e demos umas voltas no vilarejo que parece ser o maior deles. Passeamos pela vila.

Vila de Monterosso

Subimos até o Mosteiro dos Capuchinhos, um lugar com vistas fantásticas.
Vista da praia de Monterosso


Mosteiro dos Capuchinhos -Monterosso
Mosteiro dos Capuchinhos- Monterosso

Fomos a duas pequenas igrejas bonitinhas.


Igreja de São Giovanni Battista e Oratório Mortis

Igreja de São Giovanni Battista -Monterosso al Mare

No lugar há uma pequena praia de pedra. A água é um pouco fria mas tolerável e transparente.

Praia de Monterosso

Achei o lugar mais gostoso das Cinque Terre.


De Monterosso retornamos ao barco e fomos a Vernazza. Estreita , pequena praia, com grandes pedras. possui várias vielas. Achei bem interessante, uma beleza diferente.

Forte e Doca de Vernazza

 Vila de Vernazza
A Terre Corniglia é situada em um platô um pouco mais alto, não estava tendo acesso a barcos grandes, só havia acesso por trem ou trilha. Então não conhecemos.


Corniglia no alto da montanha

Não conhecemos Manarola pois o porto estava fechado devido ao mar revolto naquela região.


Manarola vista de longe

Fomos para Riomaggiore. Passeamos um pouco, um local também estreito você vai entrando, subindo, descendo. Fomos até o caminho para a via dell"amore, mas como várias outras trilhas estava fechada devido a deslizamentos graves ocorridos 2 anos antes. Passeamos e como já era meio da tarde paramos para um pequeno almoço. Após pegamos o barco para Porto Venere.


Riomaggiore atracadouro

Porto Venere- Não é uma das Cinque Terre, mas é um lugar muito especial. Há ruínas de uma cidade medieval,com algumas torres, murros e igreja.


Mapa do Parque Natural de Venere

Igreja de São Pedro (6)


No alto da foto o Castelo Doria (3)

Um pequeno centro medieval, utilizado atualmente como comercial. Passeamos bastante, experimentamos alguns molhos Pesto maravilhosos....comprei três de diferentes marcas. Na verdade gostei mais de Porto Venere do que das Cinque Terre, gosto não se discute.... No inicio da noite pegamos o ultimo barco para La Spezia.


Vila de Venere
Fomos passeando do porto até a estação de trem de La Spezia, parece ser uma cidade muito simpática.
Algumas pessoas preferem ficar nela para conhecer Cinque Terre. Achei uma boa opção.

Na estação tomamos um chá de cadeira de uma hora para pegar o trem de volta até Gênova, devido a greve, e chegamos em Gênova quase meia noite.

Esqueci de mencionar, mas em Genova ganhamos um Up Grade no hotel, ficando no Grand Savoia hotel. Muito bom, com quarto amplo,bem decorado, um bom banheiro com banheira e uma bela vista. O café da manhã também era ótimo. Pena que no curto tempo (duas noites) não pudemos aproveitar toda a estrutura do belo hotel.

Café na sacada do hotel e vista

 Descansamos bem porque pela manhã fomos para a querida Roma.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Visconde de Mauá,RJ e região

Visconde de Mauá  e Região


Visconde de Mauá é um distrito do município de Resende/RJ e faz parte de uma bela região montanhosa da serra da Mantiqueira. Se encontra na divisa de Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. A região possui vários vilarejos, sendo os mais procurados: a vila de Visconde de Mauá, A vila de Maringá e a vila de Maromba. Há mata virgem exuberante cercada por cachoeiras, vários poções, muitos riachos e rios. As opções de hospedagem, alimentação e passeios são para todo tipo de bolso e gosto. Há campings, pousadas simples, sofisticadas, hoteis de luxo, SPA. Se o seu objetivo é descansar ou renovar as energias em um local de montanha muito bonito, está no lugar certo, pode escolher a região. 


Por ser próxima de nossa residencia (90 KM) temos vários finais de semana e feriados registrados lá, desde que a região era de estrada de terra e demorava umas 4 horas para chegar ao destino. Apesar dos protestos de muitos "locais" e para sorte dos turistas a estrada foi asfaltada (até a vila de Maringá) há uns 3 anos, reduzindo bastante o tempo de chegada ao destino, sem tirar em nada o charme bucólico local. Na minha opinião, a região ficou mais bonita, pois tirou a impressão de um local abandonado para ser um destino de muito charme e originalidade. 


Mauá Shopping 

Vou me deter a comentar as três principais vilas, pois os outros locais só conheço de passagem. 

Vindo de Resende e pegando a estrada para Penedo (outro dia faço um post sobre Penedo) seguir na rotatória em direção a Visconde de Mauá. Sobe a serra uns 27 km e encontra a 1ª vila, a vila de Visconde de Mauá, é pequena mesmo, com poucos restaurantes, algumas lojinhas e várias pousadas, sendo a maioria na mata. Este fim de semana ficamos em uma pousada na mata muito perto da vila (uns 800m). 

Meu quarto na pousada
Vista do quarto


Foi maravilhoso para o descanso, a vista era linda, a pousada muito boa, com boas instalações. Mas a vila de Mauá é bem tranquila, ou seja, sem agito noturno. 

Área de lazer da pousada.

Se você prefere um agito maior ou mais opções de cachoeiras, lojas e restaurantes, sem duvida deve subir mais um pouco até a Vila de Maringá. Acho a vila de Maringá um charme, é a minha preferida, tem muitas lojinhas, muitos restaurantes,  a Alameda Gastronômica Tia Sofia (do lado de Minas Gerais) e várias cachoeiras por perto. 


Vila de Maringá
Por alguns dias você esquece da vida corrida diária. Costuma ser procurada por famílias, casais em busca de romance e até mesmo de jovens em busca de aventura. Várias pousadas só aceitam casais, para um clima mais intimista e com pouco barulho, além dos sons de pássaros, corredeiras e natureza. Não há como resistir ao ambiente romântico. Muito bom para Lua de Mel, ou bodas também. Já passamos dois aniversários de casamento lá e foi muito gostoso. 


Banheira de Hidro, cama com aquecimento e cadeira com sistema de massagem (Pousada Infinito)


 Para quem tem animais há vários locais que aceitam pets. Já viajamos algumas vezes com nossos pequenos Yorkshires. Eles adoram a bagunça!

Pet
Com muito charme, as pousadas dispõem alguns mimos e mordomias.


Banheira de Hidro (HOTEL POUSADA VALE DAS HORTÊNSIAS)

Há também aluguel de motos, triciclos e cavalos. Além de opções de passeios para as cachoeiras mais distantes e corredeiras. A noite você pode optar por um jantar romântico ou degustar um petisco acompanhado com uma cerveja local ou pode escolher entre uma grande variedade de marcas de cervejas e vinhos importados oferecidos nos restaurantes. Como vocês podem ver a opção foi petisco e cerveja.



Para quem gosta de caminhar, do centro de Maringá ate a cachoeira de Santa Clara são aproximadamente 30 min, dessa forma você aprecia a paisagem, observando coisas que não consegue enxergar dentro de um carro. No caminho há um restaurante simples que vende um peixe na manteiga, hum....Procure saborear as delicias também em outros restaurantes.




Cachoeira de Santa Clara


Mais acima temos a vila de Maromba que fica a aproximadamente 3 km do centro de Maringá onde estão localizadas outras atrações turísticas naturais. Também há varias opções de hospedagem.





Espectadores para mais uma descida na cachoeira do escorrega




Pedra Selada

Então façam as malas, e "bora" para Visconde de Mauá. Não vão se arrepender!!! É lógico que tem que gostar de montanha.



Como chegar a alguns locais: se a opção for de carro pegue a via Dutra, vindo do Rio de Janeiro a entrada fica logo depois da Cidade de Resende, entre onde estiver escrito Penedo. Em poucos minutos você avistará uma rotatória com placas indicando Penedo à direita e Visconde de Mauá, Maringá e Maromba seguindo reto. Vindo de São Paulo a entrada de Penedo fica a poucos quilômetros após o pedágio, pegue a saída à direita e passe por baixo de um pequeno viaduto em sentido a Penedo. 

Para chegar de ônibus você pode ir pela viação São Miguel partindo de Resende ou pela viação Cidade do Aço partindo do Rio de Janeiro. De São Paulo você deve ir de ônibus até Resende e de lá seguir para Mauá ou Maringá pela viação São Miguel.





O site de Visconde de Mauá dá dicas de tudo que se pode encontrar na região.

Este mapa pertence ao blog Visconde de Mauá 360° com fotos de cachoeiras e dicas de passeio, é só escolher.


Dicas

- Antes de viajar, informe-se sobre as condições das estradas de acesso ao seu destino;

- Verifique o local mais próximo de bancos ou caixas eletrônicos do destino escolhido, isso é muito importante já que você encontrará algumas bandeiras somente em Penedo.

- Abasteça antes de chegar à região o valor do combustível naquela área chega a ser 15% mais caro.

- Informe-se sobre as distâncias e preços dos atrativos que você pretende visitar, para chegar na maioria deles você terá que percorrer estrada de chão.

- Procure fazer reservas de hospedagem antecipadamente, pois normalmente as melhores e mais baratas esgotam-se,e você pagará mais caro para ficar em uma de qualidade inferior. 

- Contrate guias apenas em agências ou receptivos confiáveis.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *