domingo, 28 de junho de 2015

Exposição de Picasso no Centro Cultural do Banco do Brasil - Rio de Janeiro

Exposição de obras de Pablo Picasso no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB)


No CCBB Rio de Janeiro está em exposição "Picasso e a Modernidade Espanhola", com 90 obras de Picasso incluindo telas e gravuras além de algumas obras de outros artistas relacionados a Picasso, como Miró e Salvador Dali.


Como não pode tirar fotos da exposição aproveitem a oportunidade para verificar pessoalmente. A entrada é franca. Como fui no segundo dia a fila estava pequena, mas no fim de semana já estava grande.



A exposição não é grande porem bem interessante. Na mostra estão incluídas esboços de " Guernica " e "Minotauro". Há também uma projeção interativa de "Guernica " no fim da exposição.






Há dois pequenos filmes em exibição e aconselho principalmente a ver o segundo filme que mostra resumidamente a maneira que Picasso realizava a execução de uma tela e na verdade brinca com nossa imaginação.




Quem quiser brincar um pouco de "Picasso" pode baixar um aplicativo que te transformará em uma obra do Mestre. 

No saguão do primeiro andar há uma pequena sala de espelhos, aproveite para brincar um pouco neles...



No Centro Cultural Banco do Brasil não deixe de observar suas linhas neoclássicas. Uma obra que teve sua pedra fundamental lançada em 1880, idealizado por Francisco Joaquim Bethencourt da Silva.



Serviço
Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março 66, Centro
(21) 3808-2020
De quarta a segunda, das 9h às 21h
Entrada franca
culturabancodobrasil.com.br

terça-feira, 23 de junho de 2015

Roma em 4 dias - de novo!!!

1º dia - viagem de trem rápido de Genova a Roma

Acordamos cedo para pegar o trem rápido de Genova a Roma e aproveitar a tarde. O trem atrasou uns 40min, não sei se foi pela greve do dia anterior.

Chegamos em Roma por volta das 15 horas. A viagem foi um pouco longa e entediante, ou era a ansiedade de chegar em Roma.... Como escolhemos um hotel perto da Termini foi somente andar 10 min a pé e lá estavamos.....Dessa vez ficamos na via Nacionale, próximo ao metro e a várias atrações a pé. Fiquei impressionada como aumentou o numero de  mendigos e pessoas na estação Termini oferecendo ajuda com atitudes duvidosas...Ou seja, tomar muito cuidado com carteira e documentos e não aceitar ajuda de estranhos de forma alguma.....

Deixamos as malas no hotel Floris na Via Nazionale e pernas para quem te quer.
Entramos na Rua Torino e caminhamos em direção a Piazza de San Bernardo


Chiesa di SantaSusanna



Fontana dell'Acqua Felice
Deste ponto começamos a caminhar em direção ao Panteão passamos pelo Palácio Quirinale, Piazza Di Sant Ignazio e Igreja de Santo Inácio de Loyola entramos na igreja.


Palazzo Quirinale



Igreja de Santo Inácio de Loyola

Fomos ao Panteão.
O Panteão  foi construído pelo Imperador Adriano entre 118 e 125 d.c., cinco seculos depois foi transformado em Igreja Católica. Durante esses 2.000 mil anos sofreu alguns saques em suas decorações de bronze e chumbo.

Panteão

Lá dentro estava revendo alguns monumentos que não havia prestado atenção na primeira visita, como o tumulo de Rafael, o pintor e alguns da monarquia italiana.  Olhando para cima ve-se a grande cúpula aberta no meio. Comecei a ler para o Edson que no guia estava escrito que é interessante ir no Panteão em um dia de chuva pois a água entra pela abertura e escorre pelo Panteão. Aí, de repente.... começou a chover........uma chuva forte de verão.............Adorei a coincidência!!!  Mas ficamos alguns minutos presos lá dentro até diminuir um pouco a pancada.


Panteão

Chuva no Panteão


Jantamos em um dos cafés em frente ao Panteão.





 Depois demos umas voltas em torno dele para ver sua arquitetura por fora e nos dirigimos para o Templo de Adriano (ruínas).

Templo de Adriano


Fomos para a Fontana di Trevi. Estava em manutenção. Que pena!

Fontana di Trevi- Foto tirada na viagem de 2012


Retornamos ao hotel


2º dia- Manhã - Fizemos um tour guiado pelo subterrâneo e 3º andar do Coliseum.
Vale o preço! Compramos antecipado pelo site. Chegamos 20 min antes da hora agendada, trocamos o ticket e fomos ao ponto de encontro. Nossa guia era muito atenciosa e durante o percurso foi narrando algumas informações sobre a construção do Coliseum, as batalhas, os tuneis e labirintos, o trajeto que  os animais faziam nos tuneis para chegar a arena. 
Coliseum

No fim do tour fomos até o ultimo andar, com suas vistas fantásticas, pode se admirar as ruínas do Fórum Romano e o Arco de Constantino.

Coliseum, Antiquarium Forense/Templo de Venus e Arco de Constantino

Depois do tour fomos para o Monumento Vitório Emanuelle. A riqueza de  detalhes é impressionante .

Monumento Vittorio Emanuele

almoço

Tarde- Boca de la Veritá-  localizada dentro de uma pequena igreja, mas a área é gradeada e logicamente há uma pequena fila para ver a Boca e tirar foto, pelo menos é grátis....


Boca de la Veritá


Após a foto acima nos dirigimos para Trastevere, do outro lado do rio. É um bairro diferente, havia um festival gastronômica na margem do rio. É o bairro preferido de Woody Allen em Roma. Tomamos um delicioso sorvete e caminhamos até a praça Santa Maria em Trastevere construída em 221.
Sorveteria

Fomos a Igreja Santa Maria em Trastevere e depois continuamos caminhando pelo bairro.


Basílica de Santa Maria em Trastevere

Não entramos na Vila Farnesina devido a seu curto horário de funcionamento.

Vila Farnesina






Foi um passeio bem agradável. Gostei de Trastevere e voltamos um dia a noite.

3º dia- manhã- Palatino -Como o ingresso do tour do Coliseu vale por dois dias incluindo o Palatino, retornamos hoje para ver o que não fizemos na primeira visita em 2012. Com o calor do verão seco de Roma preferimos ir de manhã cedo. Na outra viagem eu tive uma hipotensão e tive que voltar para o hotel sem completar o passeio, mesmo bebendo bastante água.



Forum Romano

Resolvemos almoçar no Vaticano para tirar algumas fotos novas e comprar umas encomendas....É sempre bom rever a bela praça São Pedro e sua Basílica. Quem visita Roma pela primeira vez deve tirar um dia inteiro para conhecer a Basílica e o Museu do Vaticano, com seus tesouros e a Capela Sistina.



Vaticano


Retornamos ao Trastevere a noite para aproveitar o festival gastronômico.

festival gastronômico no Trastevere



4º dia- Via Apia Antica- Meu pai tanto falou da Via Apia Antica que resolvemos conhecer. Prepare-se, não é simples de chegar, mas a Via Apia é um trajeto interessante, uma das rotas mais antigas de acesso a Roma, então tem muita História para contar...


Via Apia Antica
Após a aventura na Via Apia Antica, no meio da tarde fomos para a praça Espanha para algumas comprinhas....


5º dia- Que pena! logo pela manhã foi o  nosso voo de volta ao Brasil.

Dica: Roma Pass

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Planejando uma viagem internacional


1 - Preparação inicial

Meses antes, comece a pensar nos locais que você deseja conhecer, inicialmente  liste todas as opções. Você só esta começando, verifique a necessidade de documentos para cada um deles, leia revistas, sites e blogs. Eles lhe ajudarão na escolha do local,  bem como na montagem do roteiro.
Ao longo do post darei alguns exemplos de viagens que fiz e como foram feitas as escolhas.


2 - A escolha do local (cidade ou País).

Verifique o local que você deseja visitar, tendo em mente que no inverno em alguns países ou cidades a dificuldade de locomoção é muito grande. Existem as épocas de furações em algumas praias, evite períodos de feriado e férias que são bem mais caros e lotados, com filas intermináveis para restaurantes e as principais atrações. Para ajudar sua escolha, visite sites de agencia de viagens, eles lhe darão boas dicas de roteiro.

2 -1 Se prefere apenas um destino

Procure ficar em hotel/pousada mais perto possível da região a ser visitada, desta maneira você evitará perda de tempo no traslado ate os pontos desejados. Não tendo essa opção em função do preço, verifique os meios de locomoção disponíveis. Em primeiro lugar o metro por ser o meio mais rápido, barato e confiável. Outra opção é alugar um carro mas,  verifique as condições do transito local, disponibilidade de vagas de estacionamento seu custo e, senão você pode passar mais tempo em engarrafamento ou procurando uma vaga para estacionar do que visitando a cidade.

2-2 Múltiplas escolhas

Visitando vários países ou cidades a melhor escolha é ficar perto das estações de trens, que normalmente são perto do metro. Esse conjunto (trem / metro) além de facilitar a locomoção entre os locais escolhidos, reduz o preço final da viagem. Se entre estes locais houver a necessidade de fazer um voo não se esqueça de olhar a quantidade de malas permitidas e principalmente o peso. Existem companhias áreas onde as passagens são muito baratas, mas só é permitida bagagem de mão, tornando o despacho de bagagem fica mais caro que sua passagem, então atenção com este ponto. O carro é uma opção viável para visitas feitas a cidades do interior, um bate e volta. Cada pais tem uma característica de transporte em especial, trem regional, metro, funicular, metro de superfície, elétricos sobre trilhos, Ferry boat, etc... Um estudo sobre estas opções reduz, tempo de locomoção e o custo.


Melhores datas

A escolha da data está diretamente ligada a sua disponibilidade, mas algumas dicas são importantes. Por exemplo, visitar a Disney nas férias do verão americano é pedir para sofrer pois as filas são intermináveis, mesmo com o parque fechando mais tarde, fuja deste período, se possível. Se consegue ir a Disney com preço promocional de passagem aérea , ficar num excelente hotel pagando um preço justo, somente antecipando ou retardando alguns dias sua viagem. Escolher um período diferente do habitual da grande massa pode render ainda mais descontos.
Nos feriados o preço dos pacotes, passagem aérea e hospedagem, chegam a subir três vezes o valor normal e a qualidade do serviço cai em função da quantidade de gente no local. Estude a melhor época do local a ser visitado, isso evitara ou ira minimizar os problemas, pois em alguns países no inverno a locomoção é prejudicada pela neve, alguns locais de visitação são fechados, além dos furações em alguns locais do Caribe e Flórida.


Onde ficar

Alguns pontos importantes a serem observados, hotéis bons e baratos normalmente são longe de pontos de metro e dos locais de visitação. Você deve escolher o local de acordo com suas necessidades, disponibilidade e desejos, se o hotel fica perto do local a ser visitado o transporte necessário será somente o traslado de chegada e saída, faça as contas e verifique o que vale a pena fazer. Na maioria das grandes cidades (Roma, Paris, Nova York) os hotéis não tem estacionamento, as diárias de estacionamento privado são caras e as do público são raras, se você pretende alugar um carro  isso deve ser levado em consideração também na escolha do local .
Se a opção for alugar um carro você pode escolher ficar fora da cidade, as diárias são mais baratas e os hotéis contam com estacionamento grátis.


Locomoção

Ficar perto de estações de trem e metro é a melhor opção, mas existem algumas cidades que só se consegue visitar alugando um carro ou de excursão, cada uma das opções apresentam vantagens e desvantagens. Avalie o que se adapta melhor as suas necessidades e condições. Se a decisão for alugar um carro, quanto maior o numero de diárias maior o desconto.  Estude bem as possibilidades  para reduzir o custo da viagem e as dores de cabeça.
Alugar um carro é compensatório quando se quer visitar uma região, principalmente as cidades do interior, verifique a possibilidade de alugar um carro já com GPS, ou leve o seu atualizado para o local, pois um GPS custa em torno de U$20 por dia.




Exemplo 1 - escolha de múltiplos locais com preferencia de transporte de carro.
Para esta segunda etapa da viagem a melhor opção foi alugar um carro para conhecer o Sul da França, Região da Provence, já que esta opção nos proporcionaria parar e visitar castelos e locais que o sistema de trasporte convencional não alcança. Ficamos em um hotel na beira da estrada, em função do estacionamento grátis e para facilitar a movimentação entre os locais a serem visitados.


Avignon - Arles - Aix - Campos de Lavanda - Lago Saint Croix - Monstier Saint Mary - Gordes - St. Tropez - Cannes - Mônaco - Nice / Múltiplas Cidades - transporte escolhido principal carro.





Exemplo 2- aluguel de carro
Diárias de Carro
A simulação foi feita somente alterando o numero de diárias.
1° contem apenas uma diária no valor de EUR 95,00
2° contem sete diárias com valor de EUR 54,00 cada no total de EUR 380,00
esta é uma cotação simples, sem GPS, seguro e etc...
Entregar o carro em outro pais pode aumentar e muito o valor do aluguel do carro.

Exemplo 3- Escolha do melhor sistema de transporte 
Trem ou Avião?




De Barcelona para Marselha.

Trem o preço para um passageiro 63E$, duração 04:32h apenas uma opção direta o resto com conexão em Montpellier com duração superior a 5h.

Aéreo preço sem mala  35E$, com mala 45E$ duração do 01:05h, os valores podem subir ou baixar conforme o dia escolhido.

*Na viagem dada como exemplo escolhemos a época do verão, pois os dias são mais longos e as roupas a utilizar são mais leves.

*Como observado, as escolha de onde ficar estão interligadas com todos os outros itens mencionados.

Exemplo 4- escolha de múltiplos locais com preferencia de transporte ferroviário.
Nesta etapa a escolha foi o trem pela facilidade de locomoção entre as cidades escolhidas. Nice para Gênova, Cinque Terre e Roma, essa modalidade não apresenta  problemas com quantidade de malas e o peso delas.

Genova - Cinque Terre - Roma / Múltiplas Cidades - transporte escolhido principal trem

Preparação da(s) Mala(s)

Alguns pontos devem ser observados com bastante atenção.
1 - Clima do local  a ser visitado.
2 - Previsão do tempo
3 - Locais a serem visitados
4 - Tipo de visitação e passeio.
5 - Quantidade de dias

O clima do local indicará que tipo de roupa levar,  mas atenção não se atenha somente a estação, pode ser verão e mesmo assim existir a necessidade de uso de roupa mais quente ou agasalho leve. Acompanhar a previsão do tempo para evitar surpresas, como frente fria ou chuva, ver a temperatura máxima e minima  ajudarão nessa escolha.
Levar salto alto ou terno para uma região de praia sem luxo ou bermuda e chinelo num restaurante chique não combina. A roupa deve ser adequada  ao local visitado. Ruína histórica no verão pede uma roupa leve, sapato ou tênis confortável para a caminhada , bermuda, camisa, óculos escuros, chapel e protetor solar, e não salto alto....
A quantidade de roupa está relacionada diretamente com a quantidade de dias e o tipo e de local a ser visitado,  levar 20 camisas para cinco dias é carregar peso a toa.
Levar alguns remédios ajudam em caso de emergência, principalmente enjoo, dor de cabeça, febre....

Vou fazer uma lista genérica de itens para ajudar na preparação da mala.

  • protetor solar
  • protetor labial
  • chapéu
  • cachecol, se for inverno.
  • desodorante
  • perfume
  • pasta de dente
  • escova de dente
  • tomadas (existem diferentes tipos )
  • cadeado
  • plano de viagem
  • fone de ouvidos
  • livro
  • mapa do local
  • carteira de vacinação, se o local escolhido exigir
  • levar na mala de mão uma muda de roupa para o caso de sua mala extraviar
  • passaporte valido e visto, quando necessário. 
  • balança de mala


Modelos de Tomadas


Modelo Inglês

Modelo Americano


Modelo Genérico Brasileiro serve para alguns países na Europa
Tomadas



domingo, 7 de junho de 2015

Opção de Hospedagem mais estacionamento para quem viaja por Guarulhos

Esta é uma dica para quem é da região do Vale do Paraíba ou até mesmo do Rio de Janeiro e vai pegar voo em  Guarulhos.
Existem hotéis nas imediações do aeroporto de Guarulhos que oferecem hospedagem mais aluguel de estacionamento com preço promocional, valor inferior ao estacionamento do Galeão.

Como chegamos a esta opção:
Os voos saindo do Rio de Janeiro para Nova Iorque estavam mais caros do que os saindo de São Paulo, tornando inviável se somado ao valor exorbitante do estacionamento do Galeão.

Primeiro verificamos a possibilidade de somente guardar o carro, pois em viagem anterior com voo por Guarulhos deixamos o carro num estacionamento que tinha traslado para o aeroporto incluso,  o preço estava em torno de R$230,00 para oito diárias.

Pesquisando o melhor preço e facilidade de traslado nos deparamos com esta nova modalidade Hotel + estacionamento, que é oferecido na região do aeroporto de Guarulhos, então resolvemos experimentar, já que esta opção encaixava perfeitamente dentro de nossos planos.

Nosso voo era praticamente de dia inteiro, cansativo, então esta opção ia de encontro com nosso planejamento. Dos vários hotéis pesquisados o que mais chamou nossa atenção foi o hotel Slaviero, mas eu só consegui ver a promoção no site do próprio hotel que tinha valor de R$352,00, optamos por este.
O quarto era amplo e confortável com um bom cafe da manha.

Slaviero Hotel

Traslado para o aeroporto.
Colocamos nassas malas no bagageiro do micro ônibus e partimos para o aeroporto, chegamos em aproximadamente 20 min, com transito pode durar um pouco mais, avise para o motorista a companhia que você vai viajar.

Transporte Hotel- aeroporto ida e volta
Para não ser pego de surpresa e ficar em pé esperando desnecessariamente na saída do aeroporto, na hora ou no local errado,verifique os horários de saída do transporte, tanto do hotel quanto do aeroporto, na recepção do hotel. Converse com o motorista do micro ônibus sobre o seu retorno e deixe pré agendado sua volta.

Minha experiencia foi muito boa.

Demonstrativo de custo para oito diárias de estacionamento.
Custo Estacionamento Galeão/Rio de Janeiro estava em R$61,00 a diária.
Oito dias de estacionamento custariam R$502,00 visto no site do aeroporto.

Hotel + estacionamento na região do aeroporto de Guarulhos R$352,00.

Somente estacionamento na região de Guarulhos R$230,00.

Minhas considerações
Porque vale a pena viajar por São Paulo.
1 -  Maior quantidade de voos e na maioria das vezes com preços menores.
2 -  Free shop de Guarulhos com maior variedade
3 - Há opções de restaurantes no aeroporto
4 - Variedade de opções de hotelaria em torno do aeroporto
5 - Variedade de opções de estacionamento em torno do aeroporto


Porque não vale a pena viajar pelo Galeão.
1 - Engarrafamento constante para chegar no aeroporto.
2 - Preço de estacionamento no Galeão fora da realidade ( principalmente)
3 - Pouca variedade de restaurantes.
4 - Sem opção de hospedagem em torno do aeroporto (custo beneficio)
5 - Opções de estacionamento no aeroporto e imediações são pequenas e nada baratas.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *