sábado, 30 de agosto de 2014

Avignon Sul da França


Avignon

Fomos de Aix para Avignon pela estrada rápida para chegarmos logo. Em Avignon entramos de carro na cidade intra-muros. Foi uma aventura! Pois algumas ruas são estreitíssimas e tortuosas, você acha que o carro não vai passar......e ficamos rodando, parecia que estávamos em um labirinto. Lógico que não achamos uma vaga! Optamos por sair e estacionar do lado de fora. Sair?! Como?? Depois de alguns minutos nesse estresse, conseguimos... e estacionamos o carro num grande estacionamento que estava gratuito, em frente a muralha.
Estacionamento
Agora a pé, dentro da cidade murada, nos dirigimos para o Office de tourisme, para pegar mapa e informações. Deste ponto seguimos para o Palais des Papes, o maior edifício gótico da Europa, passamos pela rua central, com várias lojas. Estava muito movimentada devido ao festival de verão.  

Palais des Papes
No Palais des  Papes adquirimos o ingresso que inclui o audioguia. O local é grande com várias salas e muita história. 

Salão do Palais des Papes

Vale subir até o alto e observar a vista da cidade. 

Vista do alto do Palais des Papes

Daí nos direcionamos para o Rocher des Doms, um pequeno parque lindo no alto de um rochedo com uma vista linda pra o rio Rhône. Fica ao lado do Palias de Papes.
portão para o Rocher
rua de acesso ao parque
Paramos para comer e relaxar um pouco. Depois passeamos por várias ruas da cidade, retornamos um pouco e conhecemos a antiga prefeitura, a Opera. 

festival de teatro

Daí nos direcionamos de volta em direção a Pont Saint-Benezet. 
lojinhas
O caminho para a ponte é uma perdição, muito comércio com o charme de Provence. Os aromas de Provence.....

Pont Saint-Benezet

A Pont Saint-Benezet é uma construção medieval, que é Patrimônio da Humanidade, foi construída entre 1171 e 1185 e parte dela foi destruída em 1226, após o cerco da cidade por Luís VIII. Hoje, a ponte possui apenas 4 dos 22 arcos originais e muita história para contar. Vale a pena entrar na ponte (o ingresso também inclui o áudio guia) e ouvir sua história passeando por ela. E mais fotos....

Há vários pontos com água potável então não deixe de utiliza-los, beba água.

Links uteis.

Palais des Papes
Pont saint benezet
Festival de Teatro

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Cassis - South of France

Cassis


We landed in Provence !! What a beautiful sunny day! We arrived at the airport, we took the rental car and drove to Cassis. A small resort on the Mediterranean Sea, very charming, reminded me Buzios (RJ), but the location differential are its white cliffs and ferrous called Calanques.

Port of Cassis
This is one of the beautiful local attractions. Options to do boat rides, kayaks and on foot to know them . Depends on your physical disposition and time. Cassis is located in a very rugged terrain (many hills) and so has narrow streets with an up and down endless. After many laps looking for parking, we opted to leave the car at the top of the site and walk down.

Parking location
We started the tour by Calanques, it was very hot and we would just spend the day we chose the boat ride. Due to weather conditions the ride was only available to 3 Calanques (Port Miou, Port Pin and En Vau). The ride took 45 minutes and cost € 18 per person (in July 2014). It is beautiful, you see the village from the sea, the medieval castle on top, and the famous calaques, the last is breathtaking.

Castelo
Calanque
Calanque
After the tour we enjoy a little small beach, with its transparent ice-cold water, and get some rest.

Beach
We walked around the small village, very friendly and pleasant. At the end of the day there was a little fair with local products on the square. I could not resist and went shopping for soaps and scarves !!

Fair
What a beautiful day! A quiet place with beach and sun, but without the "trappings" of Saint Tropez and others. I hope to return one day.
Cassis village

domingo, 17 de agosto de 2014

Cassis Sul da França

Cassis


Chegamos a Provence!! Que belo dia de sol ! Chegamos ao aeroporto, pegamos o carro na locadora e nos dirigimos para Cassis. Um pequeno balneário no mar Mediterrâneo, muito charmoso, me lembrou Búzios (RJ), porém o diferencial local são suas escarpas brancas e ferrosas chamadas de calanques.
 
Porto de Cassis
Essa é uma das belas atrações do local. Com opções de passeios de barcos, caiaques e a pé para conhece-las. Depende de sua disposição física e tempo.
Cassis é localizada em um terreno muito acidentado (muitos morros) e por isso possui ruas estreitas, com um sobe e desce interminável. Após muitas voltas a procura de estacionamento, optamos por deixar o carro no topo do local e descer a pé.

Estacionamento na rua alto do morro
Começamos o tour pelo passeio de calanques, como estava bem quente e só iríamos passar o dia optamos pelo passeio de barco. Devido as condições climáticas só estava disponível o passeio a 3 calanques (Port Miou, Port Pin e En Vau). O passeio levou 45 minutos e custou 18€ por pessoa (em julho de 2014) . È bonito, você vê o vilarejo do mar, o castelo medieval no alto, e as famosas calaques, a ultima é deslumbrante.

Castelo

Calanque


Calanque
Após o passeio fomos curtir um pouco a pequena praia local, com sua água transparente geladíssima, e descansar um pouco.

Praia
Depois demos umas voltas no pequeno vilarejo, muito simpático e agradável. No fim do dia havia uma feirinha com produtos locais na praça. Não resisti e fui as compras de sabonetes e echarpes !!

Feirinha

Delicia de dia ! um lugar tranquilo, bonito, com praia, sol e no Mediterrâneo, porém sem aquela "pompa" de Saint Tropez e outros. Espero voltar um dia.


Vila de Cassis

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Conhecendo Barcelona em 3 dias

Barcelona em 3 dias


1º dia - Bairro Gótico- prepare-se para andar bastante. Como estávamos hospedados próximo a praça Catalunha começamos por lá nosso roteiro. Iniciamos pela Las Ramblas, fomos até o mercado La Boqueria um grande mercado de frutas, alguns doces, temperos, peixes e algumas lanchonetes.

La Boqueria
Vale a pena conhecer e experimentar!!! Apos algumas comprinhas saímos e voltamos para Las Ramblas passamos no meio de várias bancas de flores. Cada arranjo mais lindo que o outro. Poucos metros a frente há a rua Nou de La Rambla onde se encontra o Palau Güell reformado por Gaudi.

Palau Güell
Retornamos a Las Ramblas e seguimos em direção a praça Real, um antigo convento capuchinho transformado em praça, cercado de belos prédios.

Praça Real

Saiamos pela rua Ferran e fomos até a praça Saint Jeime. Lá está a Prefeitura.

saída para a rua Ferran
Depois seguimos em direção a Catedral de Barcelona.

Catedral de Barcelona
Há um grande órgão em seu interior e também um jardim.

Órgão da Catedral de Barcelona
Após sair da Catedral dedique um tempo ao redor da mesma. Em seu lado esquerdo há um pedaço da antiga muralha romana, caminhando nessa região você verá o antigo bairro judeu, com uma sinagoga da época. O bairro judeu foi construído em cima da antiga cidade romana. Nessa região há também a igreja de San Felipe com uma pequena fonte em frente.

Igreja de San Felipe
Nas paredes da Igreja há marcas de bombas da Guerra Espanhola. Você pode passar por uma pequena ruela antiga e retornar em direção a catedral. Atrás da catedral de Barcelona há uma ruela chamada Paradis fomos até o edifício dos excursionistas de Barcelona,


Dentro há três das antigas colunas romanas do templo de Augusto (confirme o horário em que a porta do prédio fica aberta-  acho que de 10 as 16 horas). Duas colunas são originais e uma foi reconstruida.

colunas romanas
Retornamos e fomos à direita. Vimos o antigo palácio dos condes de Barcelona e depois de alguns Reis, datado de torno de 1500. Após retornamos a Las Ramblas e fomos até o  final ver o monumento a Cristóvão Colombo. Se quiser ande pelo calçadão do Port Vell. Em resumo perca-se no bairro gótico que é muito interessante.


Monumento a Cristovão Colombo
2º dia - Hoje dedicamos o dia a arquitetura. Após o café da manhã fomos de metro até a Basílica La  Sagrada Família.

Porta de Entrada da Basílica La Sagrada Família e detalhes.

Já havíamos comprado o ingresso pela internet. Marcamos um horário cedo para aproveitarmos bem o dia. Foi bom porque ainda havia pouca gente circulando. A Basilica é uma obra inciada em 1882, idealizada pelo famosa arquiteto Antonio Gaudi, que ainda está em construção!!! Por isso há várias influencias arquitetônicas, mas como não é minha área não vou emitir comentários.


Basílica La Sagrada Família
Subimos de elevador em umas das torres da Basílica. Há belas vistas de Barcelona, mas se for visitar outros locais com vistas pode economizar uns euros se não subir. Após 1:30h conhecendo a Catedral e várias fotos, inclusive de seu exterior, resolver continuar a conhecer a cidade. Resolvemos seguir a pé até a casa Milá ou  "La Pedrera" (outra obra de Gaudi) para apreciar a cidade. Pegamos a rua a esquerda (esqueci de anotar o nome!), para quem é fã do time de futebol Barcelona há uma loja oficial logo no inicio desse trajeto.
Maquete

Terraço

Conhecemos o apartamento modelo, com disposição circular. Um belo apartamento do inicio do seculo XX, mobiliado com moveis da época. Subimos até a cobertura, com suas torres de chaminés e ventilação cheias de estilo, conhecemos o patio. Quem gosta de arquitetura vai adorar.
Hora do almoço, paramos para uma rápida refeição e seguimos para a Casa Batlló, na Passeig de Gracia,


outra referencia em arquitetura, também de Gaudi. Havia uma fila para comprar ingresso. Visitamos o apartamento, esse é sem móveis, mas use a criatividade e olhe com atenção para o teto, piso, lareira, portas e janelas. Visite também a cobertura.


Teto Casa Batlo

Terraço Casa Batlo
Ao lado da casa Batlló está a Casa Amatler reformada por Puig i Cadafalch em 1900 e mais adiante a Casa Lleo i Morera reformada por Domenech i Muntaner em 1906, onde apenas tiramos fotos.
Devido ao horário de Verão  e como ainda eram 16 horas resolvemos pegar o metro e ir ao Museu Picasso, um belo prédio instalado em 5 palácios de estilo gótico catalão, dos seculos XIII e XIV. Interessante ver as varias fases de Picasso.

Museu Picasso saída

Após o tour ao museu, hora de Jantar. Fomos a um pequeno restaurante com show de Flamenco. Relaxar e fazer uma bela refeição após esse maravilhoso mas cansativo dia.

3º dia - Acordamos cedo apos o café da manhã pegamos o metro e descemos na estação Joanic. Na rua ao lado pegamos o pequeno ônibus 116 circular em direção ao parque Guell.


O ônibus para em frente ao parque.

Murro Parque Guell

Já havíamos comprado o ingresso antecipado pela internet, como chegamos 30 min antes tivemos que esperar para entrar no parque. Mas não teve problema pois passeamos na área aberta do parque com belos jardins e vistas.

Parque Guell área externa

Havia algumas pessoas que corriam e faziam exercícios no local. Passamos em frente ao museu casa Gaudi, mas não entramos para não perder o nosso horário de entrada no parque.


Museu Casa Gaudi
Caminhamos mais um pouco e após entramos no parque pela entrada superior. Conhecemos a parte de cima e fomos descendo até a sala Hipostila, jardins de Áustria e casa do guarda, alem é claro de varias fotos com os animais de cerâmica. É bonito, mas á parte fechada (paga) não é grande. Deve ser esse o motivo do ingresso ser por horário, pelo limite do número de pessoas.

Dracon-lagarto, um dos símbolo de Barcelona
No retorno ao hotel pegamos o ônibus na entrada do parque ate a estação de metro Lesseps.



Como ainda era de manhã e estava um belo dia de verão passamos pelo hotel e colocamos roupa de banho para uma ida a praia de Barceloneta. A praia tem areia um pouco escura e o mar bate bem, água gelada,  mas estava cheia, com algumas mulheres fazendo topless.


Praia de Saint Miquel - Barcelona

Como queríamos conhecer a montanha de Montjuic as 15 horas resolvemos abandonar a praia.  Para chegar ao parque há logo ao lado da praia um teleférico, que tem o ponto final o alto da montanha de Montijuic.

teleférico
A vista deve ser bonita, ele passa sobre o mar. Como eu tenho "um pouco" de medo de altura optamos por caminhar até Port Vell e pegamos o funicular para a montanha, passamos ao lado da antiga muralha.




Mas essa opção foi longa e um pouco cansativa devido ao calor. Aconselho que as melhores opções são pegar o teleférico ou o ônibus nº150  na praça de Espanha e descer no topo da montanha.
Bus - Praça de Espanha até Montjuic
Como fomos de funicular e ele para no meio da montanha, fomos a Fundação Miró. Após subimos a pé até o Castelo de Montijuic, no alto da montanha! Demos umas voltas no castelo e em volta dele. Que vistas, é muito alto!!

Jardim em frente ao Castelo

Descemos de ônibus (nº150) e passamos pelo estádio olímpico e logo apos o Museu Nacional de arte da Catalunha (já estava fechado). Nos dirigimos para a fonte mágica, para ver o show de luzes. Vimos o show de dia e de noite. Muito bonito e vale muitiiisssimo a pena !!

Show na fonte mágica.

Show na Fonte Mágica

Descemos em direção a praça de Espanha para pegar o metro para o hotel. Nos deparamos com o Barcelona Harley Days, encontro anual de motoqueiros da Harley Davisson, que este ano foi em Barcelona, com varias barracas  de comidas, roupas e lembranças, estava lotado, afinal era 6ª feira a noite.

Encontro anual de motoqueiros da Harley Davisson
Resolvemos curtir um pouco o evento. Após, metro para o hotel pois amanha cedo iriamos pegar o voo para o próximo destino: sul da França.

Barcelona é uma cidade muito bonita, contagiante. Tem de tudo um pouco: história, desde o império romano, idade média, arquitetura para diferentes gostos, muitos museus, baladas, praias, parques naturais e ainda tem um grande oceanário, que por falta de tempo não pudemos conhecer. Vamos ter que voltar.....